Maurício Contabilidade

Parceiros

Em 02 de Janeiro de 1973, na Rua General Osório nº 377, 2º Andar, em Ribeirão Preto-SP, Carlos Mauricio Bonifácio iniciava um Escritório de Contabilidade individualmente para dar assessoria fiscal, contábil e de recursos humanos a pequenas e médias empresas.

Com dez anos anteriores de experiência adquirida (desde office-boy, passando por outras funções até contador geral), como empregado do escritório na época denominado Escritório Contábil Bordini, foi conquistando clientes e formando uma equipe de trabalho necessária para o crescimento do escritório como um todo.

Oferecendo sempre a melhor orientação tributária e contábil, com seriedade e responsabilidade no atendimento, o escritório foi conquistando novos clientes. O trabalho foi sempre a propaganda principal para a vinda de novos clientes.

Em Julho de 1973, o local já não oferecia espaço físico para atender aos clientes e a dificuldade de estacionamento motivou a mudança para a Rua Luiz da Cunha nº 264, salão térreo com melhores acomodações aos funcionários, melhor disposição dos móveis e utensílios, consequentemente melhor atendimento ao cliente.

Com formação acadêmica em constante atualização, neste período, Carlos Mauricio Bonifácio passou por vários cursos entre eles, Técnico em Contabilidade, Ciências Econômicas, Direito e finalmente Ciências Contábeis, oferecendo também aos funcionários treinamentos e atualizações em todos os níveis do escritório.

Em Janeiro de 1982, o escritório se transferiu para um prédio próprio na Rua Luiz da Cunha Nº 275, com amplas instalações e se transformando em Sociedade denominada Mauricio Contabilidade S/C que permanece até hoje, admitindo como sócio um ex-funcionário que aprendeu e cresceu dentro da empresa.

A partir de 1988, inicia-se a fase de informatização com a aquisição de um Microcomputador para a Seção Pessoal. Estava determinada uma nova era na empresa que conta hoje com quinze terminais ligados em rede a um servidor com softwares constantemente atualizados para atender às necessidades do mercado.

As constantes inovações na Legislação com inevitável necessidade de uso de meios eletrônicos, como computadores, internet, etc, mudanças nos Órgãos Públicos que finalmente estão modernizando seus procedimentos e também fazendo uso dos equipamentos e meios eletrônicos já referidos, exigem hoje do empresário contábil dinamismo e amplo conhecimento nas tomadas de decisões que requerem preparo intelectual, rapidez e disponibilidade.

Está lançado o desafio de sobrevivência no mercado atual seleto, competitivo, exigente, onde os conhecimentos e experiências adquiridos durante 30 anos não são suficientes.